Marco Aurélio não quer Moro no STF. Por quê será?

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, se mostrou incomodado com as conversas vazadas entre o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e procuradores da República ligados à Lava Jato.

Marco Aurélio deixará o STF após a saída de Celso de Mello, outro ministro da Corte. O presidente será responsável por indicar o nome as vagas na Corte e Moro é cotado para assumir uma delas.

O ministro do STF se mostrou contrário à ideia de nomeação de Sérgio Moro à Corte. “Eu espero que ele não ocupe a cadeira que deixarei em 2021”. Aurélio já havia dito que Moro não seria “vocacionado” à magistratura.

Ele ainda diz que continua a “indagar o que nós estaríamos a dizer se [Moro] tivesse mantido essa espécie de diálogo com a outra parte [a defesa dos réus]”. “Ministério Público no processo é parte e tem que ser tratado como tal”, afirmou.

Informações da Folha de S. Paulo

William Douglas, juiz federal e evangélico cotado para o STF