Adiada a votação da orgia com o dinheiro do pagador de impostos

Usar dinheiro do seu imposto para bancar campanha política é um tapa na cara.

Para você ter uma ideia, se a proposta de aumento for aprovada, o PSL teria: R$479 milhões, PT: R$463 milhões, MDB: R$329 milhões e PSDB: R$297 milhões para investir na campanhas de seus candidatos.

É uma festa! Uma farra. Uma orgia com o seu dinheiro.

O Congresso adia votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias por falta de quórum para iniciar as deliberações da pauta nesta quarta-feira.

A proposta aprovada em 8 de agosto pela Comissão Mista de Orçamento será analisada no próximo dia 27 em conjunto por Câmara e Senado.

O projeto prevê aumento no Fundo Eleitoral para R$ 3,7 bilhões, salário mínimo de R$ 1.040 para 2020 (sem aumento real) e déficit primário de R$ 124,1 bilhões – que é a diferença entre despesas e receitas do governo central.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) determina as bases para a Lei Orçamentária do próximo ano.